O sonho maluco do Alexandre Frota

Gugu e os bonecos. O "Viva a Noite" pode voltar em 2014.

Gugu em 1987. O “Viva a Noite” pode voltar em 2014.

A rescisão do contrato milionário firmado entre Gugu e Record desencadeou uma série de palpites sobre o futuro do apresentador.

Contrato com a Band, aquisição da RedeTV! e retorno ao SBT são algumas das possibilidades aventadas pela mídia e pelos fãs.

De todas as teorias, a mais repetida diz respeito ao relançamento do “Viva A Noite”.

Exibido aos sábados, o programa foi o protótipo da versão “fun” do Gugu, faceta diretamente responsável pelo auge de carreira.

O vídeo abaixo relembra a atração que garantia picos de até 30 pontos ao SBT: o “Sonho Maluco”.

A mecânica era bastante simples.

As pessoas enviavam cartas ao Gugu relatando experiências inusitadas que adorariam vivenciar.

A produção do programa avaliava a viabilidade, preparava tudo e convidava a espectadora (raramente os homens participavam) para o palco.

Versátil (desesperado) desde o começo de sua carreira, Alexandre Frota topou tornar realidade o desejo de uma garota que ansiava… dar banho nele.

O modelo, ator, apresentador, empresário,  jogador de futebol americano, funkeiro, DJ e futuro prefeito de Diadema cantou “Splish, Splash”, tirou a roupa, foi para o chuveiro do SBT e protagonizou com enorme sorriso no rosto um dos momentos memoráveis da TV brasileira, registrado enquanto Gugu comandava o ‘Baile dos Passarinhos’ no palco.

Ricos do Brasil: Chiquinho Scarpa, o arroz de festa do programa do Gugu

Chiquinho Scarpa e o Bentley falecido.

Chiquinho Scarpa e o Bentley falecido.

Uma pessoa rica interromperia a diversão na hidromassagem para bater um papo por telefone com o Gugu?

Chiquinho Scarpa é a prova viva de que nem o dinheiro garante a evolução dos brasileiros.

Herdeiro de um verdadeiro império industrial, ele nunca se preocupou em renovar os negócios da família, mas sempre tratou como prioridade a manutenção de seus 15 minutos de fama.

Fazer uma doação para o instituto do câncer? Claro!

Simular o enterro do Bentley?  Sim!

Ser pauta da brincadeira “O artista está em casa?”, no Domingo Legal? Com certeza!

Afinal, maior que a fortuna é o ego.

“Sushi Erótico” marcou a carreira de Faustão

"Sushi Erótico": pico de 29 pontos. Vestido de mendigo, Gugu bateu 33.

“Sushi Erótico”: pico de 29 pontos. Vestido de mendigo, Gugu bateu 33.

O “Domingão do Faustão” de 26 de outubro de 1997 não liderou o ibope. 

Na média, perdeu de 23 a 26 para o SBT, que exibia o “Domingo Legal”.

Apesar da derrota, nenhuma edição do programa obteve tamanha repercussão dentro e fora da Rede Globo.

Com a exibição do quadro “sushi erótico”, em que mulheres serviam de base para o banquete nipônico, Faustão virou tema de um extenso debate sobre os limites para se obter audiência.  

A atração foi transmitida ao vivo, por meio de link, em um restaurante paulistano.

Nair Belo era uma das comentaristas do show. Oscar Magrini e Marcio Garcia, os anfitriões. 

Gugu superou o reality gastronômico desnudo trajando uns trapos, “sentindo na pele” o drama de ser mendigo, mesmo expediente praticado por Rodrigo Faro semanas atrás.

Prova inequívoca de que a TV brasileira não se renova pelo menos desde os anos 1990. 

Escândalo do PCC não aumentou a audiência do Gugu na época

Cena da reportagem exibida pelo "Domingo Legal".

Cena da reportagem exibida pelo “Domingo Legal”.

A entrevista com falsos integrantes do PCC, degrau mais baixo da carreira de Gugu, não ajudou o programa “Domingo Legal” a melhorar seu ibope na data de sua exibição – 7 de setembro de 2003.

Na ocasião, o SBT marcou na faixa das 15h30 às 20h30 uma média de 14 pontos. A Globo obteve 25. As maiores diferenças de placar aconteceram exatamente durante a reportagem, que apresentava ameaças a três apresentadores de programas policiais e ao vice-prefeito de São Paulo.

Além de não render audiência, a aventura do “Domingo Legal” custou caro para o SBT. A Justiça puniu a emissora pela exibição da entrevista, pois o programa não foi exibido em 21 de setembro.

Confira as maiores audiências do SBT e das demais emissoras entre 1º e 7 de setembro de 2003

GLOBO
Mulheres Apaixonadas – 50
Futebol – 39
Jornal Nacional – 39
A Grande Família – 37
Fantástico – 37

Curiosidade: “A Grande Família” e “Casseta Planeta” eram as maiores audiências da linha de shows da Globo.

SBT
Sessão das Dez – 20
Cine Espetacular – 18
Tele Sena – 17
Todos Contra Um – 17
Tela de Sucessos – 16

Curiosidade: O “Domingo Legal” foi a sexta maior audiência do SBT na semana.

RECORD
Série B – 8
Série B – 8
Policial da Pesada – 7
Turma do Gueto – 7
Raul Gil – 6

Curiosidade: A Record chegou a bater a Globo em 2003 durante os jogos do Palmeiras na Série B.

BAND
Hora da Verdade – 7
Brasil Urgente Local – 5
Cine Privé – 5
Brasil Urgente Nacional – 4
Sabadaço – 4

Curiosidade: A Record exibia reportagens em seus programas de variedades denunciando as armações do “Hora da Verdade”, programa de barracos de Márcia Goldschmidt.

REDETV!
Canal Aberto – 4
Eu Vi Na TV – 3
TV Fama – 3
Eu Vi Na TV – 3
Repórter Cidadão – 3

Curiosidade: Canal Aberto era apresentado por João Kléber. Sua fórmula é bastante parecida com a do “Você na TV”.