MTV é a primeira emissora do Brasil a formatar despedida

Série de retrospectivas, reedições de programas, show ao vivo, chamada para o último clipe.

A MTV Brasil organizou uma série de eventos para seu adeus definitivo.

De todas as grandes emissoras extintas, ela é a primeira a conseguir planejar o próprio fim.

Afetada pela ditadura militar, a Excelsior saiu do ar em 1º de outubro de 1970 com um breve anúncio do apresentador Ferreira Neto, minutos antes da atuação dos profissionais do Departamento Nacional de Telecomunicações.

A TV Tupi teve seu fim oficial em 18 de julho de 1980, quando a sede, no Rio de Janeiro, foi lacrada – dois dias antes o Governo fechou as portas da sucursal paulista, instalada no mesmo prédio da MTV Brasil.

Apelidada “pioneira”, a rede exibiu uma última atração, mas sem o tom histórico empregado pela emissora musical 33 anos depois.

Jorge Perlingeiro, conhecido pelo “Samba de Primeira”, da CNT, realizou uma vigília pela emissora, com a participação de cantores e atores.

O vídeo abaixo mostra o momento em que os transmissores foram lacrados. O último VT da Tupi foi o de uma missa celebrada por João Paulo II, acompanhado pelo GC “Até Breve, Telespectadores Amigos” e pela leitura de uma carta ao então presidente João Figueiredo.

A Manchete teve o encerramento menos planejado de todas as emissoras.

Na madrugada de 10 de maio de 1999, após a exibição da vinheta de encerramento, surgiria, pela primeira vez, o logo da TV Ômega, que a partir de 15 de novembro operaria como  RedeTV!.

Anúncios