“Clube do Carrossel” é pretexto pro SBT exibir mais reprises

As reprises têm monopolizado a programação do SBT.

SBT: até os jornais são reprisados. Bloco “SBT Brasil Manhã” tem cinco horas, mas não é inédito em sua totalidade.

A RedeTV! vende doze horas de sua programação diária para igrejas e quermesses dos mais diferentes credos e boletos bancários. Só na faixa das 7h às 0h, utilizada para o cálculo da média “comercial” de audiência, são 6h30 de milagres. Tempo suficiente para derrubar o ibope da emissora, mas não para torná-la a que menos exibe conteúdo inédito dentre as redes nacionais.

O SBT é a emissora “laica” do país. Em entrevista a Folha de São Paulo, Silvio Santos até explicou a razão de nunca vender horário para fins religiosos. Porém, se não entope a cabeça dos telespectadores com “Aleluia”, “Amém” e “Tá amarrado em nome de Jesus”, é a que mais despeja reprises no televisor alheio.

Das 9h às 12h45 o SBT exibe desenhos. Antigos a ponto de terem falhas na tela. Entre 12h45 e 14h30, apenas séries ruins são exibidas. São 2 episódios de “Full House” e 3 de “Arnold”. Estourada a cota de velharias com tecla SAP, começa a macarena de novelas da América do Sul, as prediletas do Silvio Santos. A Thalia tem até olheiras na enésima reprise de “Marimar”, no ar às 14h30. Só às 17h30 entra algo do CDT da Anhanguera: o “Casos de Família”, de Cristina Rocha.

Desde o dia 29, aproveitando-se do único sucesso legítimo do canal nos últimos anos, um tal “Clube do Carrossel” passou a ser transmitido no lugar de “As Visões de Raven”, outra porcaria indigna de nota. O que o “Clube do Carrossel” exibe? Isso mesmo, desenhos animados. Em uma mistura de “Vídeo Show” e “Disk MTV”, as crianças chamam enlatados para a telinha. A engenhoca só desaparece do ar às 19h20, quando “Eu, A Patroa e As Crianças” zera seu repertório mais uma vez.

Não há problema nenhum em exibir (ou reexibir) enlatados. Nem em reapresentar seus sucessos. Todas as emissoras, com exceção da Globo e da Record, reprisam oficialmente programas de suas grades. A internet e o crescimento da TV paga realmente mudaram a dinâmica no consumo de entretenimento. O que causa muita estranheza é um canal líder de mercado engessar mais da metade de sua grade com um rodízio de séries, novelas e filmes com capa rachada e rolo mofado. Se lembrarmos que “Chiquititas” não é propriamente uma atração inédita, e que a faixa premium, exibida após o Ratinho, tem sessões de filme, a média de produções originais fica em torno das 10 horas. Só aos sábados e domingos a relação é alterada, graças aos programas de auditório.

Vou colocar um copo de água em cima do meu televisor de tubo e rezar pelo SBT agora mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s