Trilhas sonoras da Globo perdem força no mercado

Capa de "Mulheres Apaixonadas" volume 1. Disco custava entre 35 e 55 reais.

Capa de “Mulheres Apaixonadas” volume 1. Disco custava entre 35 e 55 reais.

Termômetros das rádios FM no passado, as trilhas sonoras das novelas da Globo recebem cada vez menos atenção do público.

Apenas dois títulos (“Paraíso” e” A Favorita”) figuraram nos balanços anuais divulgados entre 2007 e 2011 pela Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD).

Há dez anos, o cenário era oposto. As trilhas monopolizavam as prateleiras das lojas. Cinco dos vinte discos mais vendidos tinham selo da Som Livre, sendo que o líder do levantamento, “Mulheres Apaixonadas”, era duplo.

Para compensar a queda nas vendas, a Som Livre passou a investir em padres cantores e talentos da música gospel. Escolha, até aqui, acertada, se levarmos em conta as tiragens de Fábio de Melo e Marcelo Rossi.

Atualmente, 72% da música comercializada no Brasil advém da mídia física.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s