“Game Change” ganha versão em DVD

"Virada no Jogo"

“Game Change”, aqui traduzido para “Virada no Jogo”, ganhou versão doméstica.

John McCain. Lembra dele?

Senador pelo Arizona, McCain teve a ingrata missão de representar o Partido Republicano nas eleições americanas de 2008.

Dois fundamentais fatores colocavam as possibilidades de vitória em absoluto xeque: a herança maldita deixada por George W. Bush, cuja desastrosa administração demorará a ser esquecida; e o advento de um candidato icônico e envolto pela cultura pop – o multiplataforma Barack Obama, que reafirmou sua força ao enfrentar Mitt Romney e conquistar a reeleição.

Com a disputa em clara desvantagem, o que fazer para evitar uma derrota maiúscula? Surpreender.

A surpresa então preparada por John e sua equipe é justamente o tema central de “Game Change”, telefilme que ganhou nome próprio (“Virada no Jogo”) e versão em DVD no Brasil.

Dependentes de um nome de impacto, que mobilizasse o eleitorado, os republicanos apostaram em Sarah Palin para a vice-presidência da chapa. Na vitrine, a popularidade adquirida por seus resultados no Alasca, a identificação com os valores mais profundos do conservadorismo americano e polêmicas pessoais, capazes de alterar a percepção dos votantes.

Como sabemos, o arsenal de assuntos paralelos motivados por Palin foi insuficiente para superar Barack Obama. Mas foi mais do que suficiente para alçar a candidata ao posto de referência nacional. A ponto de ser eleita a musa e “embaixadora” do Tea Party, grupo que anos atrás atazanou democratas e republicanos moderados.

Baseado no livro homônimo escrito pela dupla John Heilemann e Mark Halperin, o filme, produzido pela HBO americana para exibição exclusiva em TV, recebeu duras críticas dos principais envolvidos. John McCain, que pouco influenciou nas primárias republicanas para a campanha de 2012, e Sarah Palin repetem a todos os veículos de comunicação que “Game Change” é apenas propaganda esquerdista financiada por uma emissora que bajula Obama.

A reação de ambos é claramente exagerada. Apesar da insistência em abordar a candidata como despreparada e radical, o filme não subverte valores. Aborda Palin exatamente como ela é. Um achado. Para o bem ou para o mal. A julgar por sua identificação (ou não) por ela.

Anúncios

Um pensamento sobre ““Game Change” ganha versão em DVD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s